Natal, Rio Grande do Norte, 22 de Outubro de 2019

Caso Rhanna: acusado vai à Deam mas não presta depoimento

Rômulo Lemos preferiu ficar em silêncio e disse que só se pronunciará na justiça.

Redação   27/10/2011 às 18h36   -  Atualizada em 01/02/2015 às 15h20

 O comerciante Rômulo Lemos, acusado de agredir a universitária Rhanna Diógenes, em uma boate de Natal, esteve na Delegacia da Mulher, na tarde desta quinta-feira (27), mas se negou a prestar depoimento, alegando que só falará em juízo.

Leia Mais: Caso Rhanna: acusado de agressão quebra o silêncio e alega legítima defesa
Leia Mais: Caso Rhanna: universitária concede entrevista e quer prisão de Rômulo

A oitiva de Rômulo era aguardada pelo delegado Francisco Quirino para que o inquérito fosse concluído e remetido à justiça. Mesmo com o silêncio do acusado de agressão, o processo deverá ser finalizado na Delegacia da Mulher ainda nesta sexta-feira (28).

De acordo com Francisco Quirino, o inquérito será encaminhado para a 2ª Vara Criminal de Natal. O Caso Rhanna, como ficou conhecido, teve início no dia 30 de setembro, quando a estudante universitária participava de uma festa em uma boate de Ponta Negra.

Rômulo teria tentado ficar com a jovem de 19 anos, mas, após uma confusão, teria quebrado o antebraço, de acordo com a versão de Rhanna Diógenes. O acusado nega e alega que foi legítima defesa.

Tópicos: caso rhanna
Encontre-nos no Facebook
Fechar
© 2011-2019. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título