Natal, Rio Grande do Norte, 16 de Setembro de 2019

Inquéritos esclarecidos pela Dehom Mossoró superam média nacional

Em janeiro deste ano foram instaurados 14 inquéritos policiais, sendo oito homicídios e seis tentativas de homicídio.

Redação   07/05/2014 às 18h15   -  Atualizada em 08/08/2017 às 08h10

Foto: Sérgio Costa / Portal BO

O número de inquéritos esclarecidos pela Delegacia de Homicídios (Dehom) de Mossoró-RN tem superado a média nacional que é de 8%. Os números também estão acima da média nacional no que se refere à taxa de atrito (inquéritos remetidos que resultaram em condenação).

O balanço registrado, de acordo o delegado titular da especializada, Cleiton Pinho, é uma conseqüência positiva do trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe da Especializada. “A Dehom tem realizado um excelente trabalho graças ao esforço de sua equipe”, destacou.

Em janeiro deste ano foram instaurados 14 inquéritos policiais, sendo oito homicídios e seis tentativas de homicídio. No mesmo período foram remetidos à Justiça ao todo 22 inquéritos, sendo dezenove destes com autoria definida, o que representa um total de 86% de inquéritos policiais concluídos pela Dehom.

No mês de Fevereiro deste ano também foram instaurados 14 inquéritos, sendo 12 homicídios e duas tentativas. Neste período foram remetidos à Justiça 19 inquéritos, sendo onze destes com autoria definida, o que representa um total de 58%.

No mês de março foram instaurados 17 inquéritos de homicídios. Neste mesmo período, foram remetidos 12 inquéritos à Justiça, sendo onze destes com autoria definida, representando, portanto, um total de 92% de inquéritos policiais concluídos pela Especializada.

Segundo o titular da Dehom, a taxa de atrito no ano de 2013 ficou muito acima da média nacional, que atualmente é de apenas 2%. “A taxa de atrito da Dehom no ano passado foi de 10%, um número significativamente superior a nível de Brasil”, contabilizou. 

*Fonte: Assessoria / Degepol

Encontre-nos no Facebook
Fechar
© 2011-2019. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título