Natal, Rio Grande do Norte, 26 de Junho de 2022

Ex-oficial da PM do Mato Grosso do Sul é preso na Hungria apontado como sendo o "Novo Pablo Escobar"

Sérgio Roberto usava identidade falsa e controlava o transporte de drogas que partia principalmente do porto de Natal para a Europa

Redação   21/06/2022 às 18h29   -  Atualizada em 21/06/2022 às 18h52

Foto: Reprodução

O ex-major da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, Sergio Roberto de Carvalho, foi preso nesta terça-feira (21), na Hungria. Major Carvalho, como é mais conhecido, é acusado de tráfico de drogas pela Justiça brasileira.

De acordo com a Polícia Federal ele comanda uma organização criminosa internacional, onde o grupo dele envia drogas para Europa, África e Ásia; a partir de portos brasileiros, principalmente o de Natal e Paranaguá.

O ex-major foi para a Reserva da PM, em 1997, quando foi condenado a 15 anos de prisão pelo tráfico de cerca de 230 quilos de cocaína. Na época ele também sofreu um processo para perda do posto e da patente. Porém, só em 2018 que ele foi demitido da PM.

Na Europa ele usava uma identidade falsa, fingindo ser um empresário do Suriname, chamado Paul Wouter, e vivia em uma mansão avaliada em cerca de 2 milhões de Euros, localizada na cidade de Marbella, no Sul da Espanha.

Em 2020 ele foi preso pela polícia espanhola, suspeito de ter levado cocaína para a Europa em um barco. Na época da prisão ele foi detido como se fosse Paul Wouter, e foi solto após pagar fiança. Em seguida as autoridades brasileiras fizeram um alerta que na verdade se tratava do Major Carvalho, a partir daí começou uma caçada pela paradeiro dele.

Durante as buscas pelo ex-major, a polícia europeia encontrou 12 milhões de Euros em um imóvel dele em Portugal.

 

© 2011-2022. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título