Natal, Rio Grande do Norte, 09 de Dezembro de 2019

Delegado Maurílio Pinto recebe homenagem da Assembleia Legislativa

Sessão solene foi realizada na manhã desta sexta-feira (4).

Redação   04/11/2011 às 18h26   -  Atualizada em 21/07/2017 às 14h43

Foto: Divulgação

*Fonte: Assessoria AL/RN

A habilidade, a capacidade, a dedicação e a ousadia, que o tornaram a maior referência no enfrentamento à criminalidade no Rio Grande do Norte, foram destacados pelo deputado Antônio Jácome na homenagem ao delegado Maurílio Pinto de Medeiros, prestada esta manhã pela Assembleia Legislativa em sessão solene presidida pelo deputado Ricardo Motta.

“As inéditas e marcantes operações lideradas por Maurílio Pinto o tornaram referência no combate à criminalidade no Rio Grande do Norte. Neste ano, o homem mais conhecido da Polícia Civil do Estado se afasta das atividades que por tanto tempo lhe deram satisfação e orgulho”, disse o parlamentar que propôs a homenagem.

Antônio Jácome destacou que em sua trajetória de quase 50 anos de trabalho, Maurílio recebeu muitas homenagens e honrarias, entre elas o Mérito Profissional coronel PM Bento Manoel de Medeiros; títulos de cidadão Micaelense, Mossoroense, Jardinense, Acariense e Natalense; Mérito Presidente Café Filho e tornou-se membro da Internacional Association of Chifs of Police do Condado de York.

“Alegro-me, nesta manhã de protagonizar em nome desta Casa legislativa esta importante homenagem a uma das maiores referências da Segurança Pública do Rio Grande do Norte, ao rememorar uma trajetória de desafios e compromisso com o bem público e a paz social do nosso Estado”, afirmou Jácome.

O protocolo foi quebrado e Antônio Jácome foi aparteado pelos colegas Getúlio Rêgo, Agnelo Alves, Hermano Morais, Gilson Moura e George Soares, todos eles destacando o trabalho sério do delegado Maurílio Pinto, que na sessão solene recebeu a medalha do Mérito Legislativo, numa proposição dos deputados Ricardo Motta e Hermano Morais.

Ao agradecer as homenagens, Maurílio Pinto disse que não pautou a sua vida, nem a carreira pelo dinheiro. “Amei ser policial com todo coração. Persegui fazer o melhor, somente fascinado pelo realizar. Tenho consciência de que, cada homem foi feito para fazer história. Todo homem é um milagre e traz em si uma revolução”, disse.

O delegado disse que como profissional “sempre fiz, tomei decisões, tentei, falhei algumas vezes, errei outras, mas sempre lutei. Nunca perdi a extraordinária oportunidade de ter vivido. Tive bons momentos vividos, muitos que não esqueço jamais. Momentos que tantas vezes revivi ao recordar-me deles, mas tenho certeza que nenhum foi tão importante para mim, como este que estou vivendo agora. Não só pela visibilidade que representa, mas, acima de tudo, pelo reconhecimento do humilde trabalho que fiz na Polícia Civil do Rio Grande do Norte. 

Encontre-nos no Facebook
Fechar
© 2011-2019. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título