Natal, Rio Grande do Norte, 26 de Junho de 2022

Caso Bruna: Polícia aponta linha forte de investigação após 19 pessoas ouvidas

A hipótese do assassinato ter sido uma queima de arquivo aparece como motivação principal; a vendedora foi morta no dia 29 de Abril.

Sérgio Costa   18/05/2022 às 17h12   -  Atualizada em 18/05/2022 às 17h17

Foto: Reprodução

Após 20 dias do assassinato da vendedora Ana Bruna Rodrigues, de 22 anos a Polícia Civil continua investigando o caso e se aproximando de possíveis razões para o crime. O delegado Emerson Valente mantém o silêncio exigido pela justiça, mas já ouviu 19 pessoas ligadas a vítima.

De acordo com uma fonte do PortalBO o bacharel que preside o inquérito que investiga a morte de Bruna se dedica fortemente a uma hipótese que ascendeu de maneira forte nos últimos dias, a de que a vendedora foi alvo de uma queima de arquivo, "ela sabia demais", disse a fonte.

Mesmo com essa possibilidade, outras motivações continuam sendo investigadas paralelamente, isso porque o delegado deverá ouvir outras pessoas e contar com o resultado da avaliação do aparelho celular da vítima que já está liberado pela justiça para a perícia.

© 2011-2022. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título