Natal, Rio Grande do Norte, 26 de Maio de 2022

Caso Bruna: A única linha descartada é a de latrocínio, afirma delegado

Emerson Valente mantém sigilo sobre o caso, mas 11 pessoas já foram ouvidas dentro do inquérito

Sérgio Costa   09/05/2022 às 10h53   -  Atualizada em 09/05/2022 às 11h01

O delegado Emerson Valente, titular da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa), de Parnamirim, já ouviu 11 pessoas dentro do inquérito que investiga a morte da vendedora Ana Bruna Rodrigues, de 22 anos, morta a tiros na tarde do dia 29 de abril.

A reportagem do PortalBO entrou em contato com Valente, mas ele ainda mantém a decisão de não revelar detalhes sobre a investigação, porém apenas afirmou que a única linha descartada no momento é a de latrocínio, roubo seguido de morte.

A investigação irá contar com o resultado da perícia que será ainda realizada no aparelho celular de Ana Bruna, as informações contidas na memória só telefone poderão revelar muitos detalhes importantes para a investigação. Um fonte do PortalBO relatou que o celular será periciado nos próximos dias.

© 2011-2022. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título