Publicada: 09/08/2015 às 01h42

Acampamento dos Militares é batizado com nome de líder da Revolta da Chibata

João Cândido foi o nome escolhido para o Acampamento dos Militares que entra em seu quarto dia

Por Glaucia Paiva

 Em seu quarto dia de acampamento em frente à sede da Governadoria do Estado, os policiais e bombeiros militares do RN iniciaram seu primeiro fim de semana mobilizados em prol do cumprimento das Leis de Promoção e do Subsídio instituindo o nome ao acampamento dos militares.

O nome escolhido foi o do líder da Revolta da Chibata, ocorrida no ano de 1910, quando o Almirante Negro (João Cândido) liderou o movimento e redigiu uma carta reivindicando os fins dos castigos físicos sofridos pelos marinheiros, melhorias na alimentação e anistia para todos que participassem do movimento.

Tendo como pautas principais a implantação imediata dos níveis e dos salários dos militares promovidos, atrasados há cerca de três anos, e da efetivação das promoções das praças militares, os representantes das associações instituíram ainda o "Prefeito-de-Dia do Acampamento João Cândido", com revezamento entre os seis presidentes das associações que representam a categoria junto às negociações com o Governo.

O "Prefeito-de-Dia" é responsável por manter o acampamento em ordem, bem como recepcionar os praças que vem comparecendo durante toda a mobilização da categoria.

Com opções de lazer, os policiais passaram o quarto dia acampados em frente à sede do Executivo com recursos recreativos como jogos de tabuleiro. "Desejava passar o dia dos pais com meus filhos em um momento de lazer mais adequado, mas passarei reivindicando que o Governo cumpra a lei para dar melhor condições à minha família. Desde 2012 até hoje o Estado já se apropriou de mais de R$ 2,5 mil só dos meus níveis remuneratórios", desabafou um policial.

O "Acampamento João Cândido" recebeu ainda a visita do Major Rodrigues, atualmente exercendo suas funções no CIOSP, que ressaltou seu apoio às demandas dos militares estaduais.