Natal, Rio Grande do Norte, 20 de Março de 2019

Comunidade do Japão: a guerra das facções pelo poder

Há quatro meses que o PCC tenta retomar a comunidade dominada pelo Sindicato do RN

Sérgio Costa   14/12/2018 às 07h30   -  Atualizada em 14/12/2018 às 07h38

Foto : Cedida

A comunidade Novo Horizonte, conhecida também como favela do Japão localizada no bairro das Quintas, zona Oeste de Natal é um território em guerra, há cinco meses que os moradores vivem dias de terror e medo por causa do conflito entre duas facções rivais. O Sindicato do RN que assumiu o controle do crime no local e o PCC que segue em diversas tentativas de retomar o poder. Na madrugada desta quinta-feira (13) mais um tiroteio foi registrado, cerca de 15 homens armados invadiram algumas das ruas estreitas dos dois lados do rio das Quintas, mas foram contidos por outro grupo armado. “Foram mais 50 tiros”, disse uma dona de casa que não terá o nome revelado.

Ao longo dos últimos três anos dezenas de pessoas foram assassinadas na comunidade, algumas decapitadas, característica de ódio imposta pelas facções, a maioria das vítimas era do sexo masculino e possuía idade menor de 30 anos. De acordo a (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa) todos os crimes de homicídios ocorridos na comunidade são investigados, porém a falta de testemunhas é o grande fator que atrapalha o trabalho da polícia. “Os crimes são apurados com rigor por uma equipe abnegada de investigadores, mas existem dificuldades que se apresentam na ausência de testemunhas, que muitas vezes são coagidas”, disse um delegado da unidade que preferiu não ter o nome revelado.

Quem vive na comunidade espera a todo momento mais um confronto que sempre é freado com a chegada das equipes da Polícia Militar, no entanto antes da acontecer qualquer interferência do Estado os bandidos promovem a desordem e a violência deixando centenas de famílias acuadas dentro de suas casas e sob o risco de serem atingidas por tiros.

Encontre-nos no Facebook
Fechar
© 2011-2019. Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade

Título