Publicada em 07/05/2012 às 06h39

Casal de adolescentes é apreendido após tentativa de latrocínio

Vítima recebeu golpe de facão no rosto após reagir ao assalto em Ponta Negra.

Por Sérgio Costa
Foto: Sérgio Costa
Delegado Pedro Paulo mostra o facão usado.

Dois adolescentes de 15 e 17 anos foram apreendidos no final da tarde deste domingo (6) acusados de tentarem matar um homem após cometerem ato infracional, no bairro de Ponta Negra, zona Sul de Natal. O casal simulou uma briga para atrair a atenção da vítima e logo depois anunciou o assalto. A dupla estava armada com um facão.

O fato aconteceu por volta das 17h, na rua Manoel Soares de Medeiros, quando o comerciante José Edvaldo Mendes, voltava para casa. O casal de assaltantes começaram com uma discussão e correram em direção a José. Neste momento, um deles sacou de um facão e passou a ameaçar a vítima.

O comerciante reagiu e tentou correr, mas acabou sendo alcançado e ferido com um golpe no rosto. José Edvaldo teve os pertences levados e foi socorrido as pressas para o Pronto Socorro Clóvis Sarinho. De acordo com o Serviço Social da unidade hospitalar, a vítima não corre risco de morte. Policiais do 5º Batalhão, que faziam um patrulhamento na área, viram os acusados correndo e apreenderam os mesmos.

Os dois foram conduzidos a Delegacia de Plantão Zona Sul de Natal, no bairro de Candelária. De acordo com os agentes que estavam se serviço na DP, a adolescente de 17 anos chegou com sintomas de embriaguez e muito alterada. Mesmo algemada ela chegou a bater várias vezes no portão principal da delegacia e tentou agredir uma das agentes.

O delegado de plantão, Pedro Paulo Falcão, conversou com a reportagem do Portal BO e disse que os dois adolescentes confessaram ter perseguido, assaltado e tentado matar o comerciante. "Eles pareciam estar sob efeito de drogas. Tivemos que interromper várias vezes o depoimento dos dois por causa das agressões verbais que ambos praticaram contra a toda a equipe da delegacia".

Depois de algumas horas, a garota relatou que é consumidora de maconha, cocaína e remédios alucinógenos. Além disso, passa boa parte do tempo cometendo delitos nas ruas da zona Sul da capital. "Eu não tenho medo de morrer. Se preciso for eu mato mesmo. Não tenho oportunidade de trabalhar e por isso eu roubo, fumo maconha e e outras coisas", confessou.

Ainda segundo o delegado, a mãe da acusada esteve na Plantão e relatou que a filha tem comportamento complicado e perigoso. Por várias vezes chegou em casa embriagada e de posse de produtos de origem duvidosa. Os adolescentes foram conduzidos ao ITEP, onde se submeteram a exames e logo depois encaminhados a uma instituto de internação. 

Comentários Enviados

Últimas Notícias
Encontre-nos no Facebook
Fechar
© Portal BO - O 1º Portal Policial do RN - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade